sábado, 10 de abril de 2010

Mudanças

_ Mãe, um dia você compra para mim um daqueles negócios assim meio quadrados de por nos pés?
_ O quê?
_ Que a gente põe nos pés para andar...
_ Patins?
_ Não... Aquelas coisas de madeira...
_ Hã? Que coisas?
_ Aquilo, mãe, que a gente fica mais alto?...
_ Perna de pau?
_ Não, mãe! Aquilo assim, ó: (e fazia sinais com as mãos em baixo dos pés tentando fazer um resumo tridimensional do que queria dizer).
_ Ah! Filha... onde é que você viu isso? A mãe não tá entendendo... Explique lá de outra maneira...
_ Espera... (correu no quarto e foi fazer o desenho... É. Comigo às vezes tem que ser assim: só mesmo fazendo um desenho! Voltou toda esbaforida com o papel na mão). Olha. Isso:

_ Um dia você me compra um desses, mãe?

Ha ha ha ha ha... Gente! A minha filha quer uns tamancos! Uns sapatos de salto alto! Essa plataforma aí é de deixar qualquer Carmen Miranda no chinelo, literalmente!!! Uau! Tá ficando crescida ...
Lá fomos as duas, no dia seguinte, buscar os tão sonhados tamancos numa loja. Ela parecia vitoriosa e se pavoneava toda sorridente e orgulhosa do novo adereço. Quem não se lembra de ter vivido um dia essa emoção? Ah! Como é lindo descobrir o mundo!
Amanhã nos mudamos de apartamento, a pedido dos vizinhos de baixo, que não suportaram o ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc ploc... ... ... ... ... ... A intolerância ainda vai extinguir o ser humano do planeta.

3 comentários:

Kelly disse...

kkkkkkk amei

já é uma mocinha...
e vc me fez lembrar a primeira sandalia de saltinho que tive... me senti tão poderosa!!!

bjs

Rachel disse...

Oba! Então eu e a Carochinha já podemos usar as sandálias uma da outra!!!
Diz pra ela que eu tenho um monte de salto aqui que ela vai a-mar!!! kkkkkk

Rejane Paiva disse...

É isso mesmo, Kelly. Duro vai ser explicar que depois que sobe, fica difícil descer do salto sem perder a classe, né? ehehhehe
E tô vendo que, se depender da tia Chel, essa menina vai ter uma baita duma lordose!